Acores9

Azores Airlines: CDS-PP quer justificações sobre “inusitados” atrasos nos voos Lisboa-Terceira-Lisboa

O Deputado do CDS-PP Açores, Alonso Miguel, quer saber quais as razões que justificam a maior parte dos atrasos dos voos da Azores Airlines entre a ilha Terceira e Lisboa, nomeadamente nos voos com partida da capital do País às 19h00.

Num requerimento entregue no Parlamento dos Açores, o parlamentar democrata-cristão frisa que “são frequentes os atrasos nas ligações aéreas entre Lisboa e a ilha Terceira, operadas pela Azores Airlines, com partida de Lisboa às 19h00”, e aponta o exemplo concreto do “voo S4 137, do passado dia 13 de maio, que foi cancelado e substituído” por um voo extra que deixou de ser direto para a Terceira.

“Este voo partiu com mais de quatro horas de atraso, provocando sérios constrangimentos aos respetivos passageiros, com a agravante de alguns desses passageiros necessitarem de assistência especial. O referido voo, que deveria fazer ligação direta entre Lisboa e a Terceira, efetuou uma escala em São Miguel, onde os passageiros foram obrigados a desembarcar para realização de uma inusitada limpeza da aeronave, mesmo não se tratando do destino final do voo, o que atrasou ainda mais a chegada dos passageiros à ilha Terceira, resultando num atraso final de cerca seis horas em relação ao horário de chegada inicialmente previsto”, denunciou.

Ora, acrescenta Alonso Miguel, “a justificação dada para os atrasos em questão foram razões operacionais”, aliás, como na maior parte das vezes em que se têm verificado atrasos, lembrando que tem acontecido com “inusitada” frequência voos saírem da Terceira já depois da meia noite e chegarem a Lisboa às quatro ou cinco da manhã.

“Quais as razões operacionais que motivaram os vários atrasos no dia 13 de Maio, na ligação aérea Lisboa – Terceira, operada pela Azores Airlines?” e “o que levou o avião a fazer uma escala em São Miguel, no dia 13 de Maio?”, são as primeiras perguntas colocadas ao executivo socialista, acionista único da companhia aérea açoriana.

Alonso Miguel pergunta ainda “quais as razões que motivam recorrentemente atrasos na rota Lisboa - Terceira?” e se “considera o Governo Regional que a SATA, ao alienar um avião A320, ficou com frota suficiente para servir a Terceira e os Açores nas ligações ao Continente, assegurando a qualidade e regularidade que devem nortear o bom serviço da companhia pública?”.

GP CDS-PP Açores – Gabinete de Imprensa - Pedro Ferreira

Comentários

Partilhe a sua opinião

© 2015/2017 by Acores9 - Beta Version